Páginas

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Pizza Hut Style Breadsticks

Bem, conforme eu disse no Twitter, ontem fiz "Pizza Hut", cuja receita é uma das melhores deste blog, na minha opinião, e você pega aqui.

Como éramos só dois a comer e a massa rende bastante (dá para fazer duas pizzas médias de massa pan) resolvi experimentar fazer uns breadsticks, que deram super certo. Veja as fotos:



Basicamente, tudo que você tem que fazer é cortar a mesma massa (final) em tiras de 2,5 cm de largura, deixar crescer uns 20 minutos, lambuzá-las com bastante azeite e polvilhar com o seguinte temperinho:
  • alho em pó (pode ser também alho frito, desses prontos, batido no liquidificador até virar pó)
  • orégano
  • sal grosso (pouquinho)
  • pimenta calabresa
Bater tudo no liquidificador. Salpicar por cima dos breadsticks crus. Pode também salpicar queijo parmesão. Leve ao forno a 180 graus até corarem por cima. Melhor no forno elétrico.
Sirva com um molho qualquer de sua preferência (eu servi com o próprio molho de tomate para a pizza, que nada mais é que tomate - ou pomodori pelati - batido com cebola, alho, sal e azeite).

No post da Pizza Hut, uma pessoa me perguntou se poderia bater a massa na máquina de fazer pão e eu respondi que achava que não, pois a massa era pesada. Bem, para melhor ilustrar, coloco abaixo um vídeo explicativo do motivo por que preciso de uma Kitchen Aid Stand Mixer...não é frescura; é real!!! E olha que a planetária da Arno é uma das melhores batedeiras nacionais e eu realmente gosto dela (para todas as outras tarefas mais leves...)!

video

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Pudim de leite em pó

Essa receita é para a leitora CLAUDIANE/ BRASIL, que pediu em um comentário um pudim que não levasse leite condensado, pois na Turquia, onde ela mora, não existe esse ingrediente.

Na mesma semana, meu marido comeu esse pudim que é feito com leite em pó. Fica igualzinho pudim de leite condensado, mas sem aqueles "furinhos". Consegui a receita, testei e agora coloco no blog.

Mas C. Cristina, você pode fazer seu próprio leite condensado caseiro com leite em pó também. Tem algumas receitas aqui.

Pudim de leite em pó (dá um pudim grande ou 2 fôrmas de 15 cm!)
  • 600 g de leite integral em pó
  • 3 ovos
  • 1 copo tipo americano de açúcar (+/- 140g)
  • 1,5 litro de água filtrada
  • outro copo de açúcar para a calda
Verifique a capacidade em litros de seu liquidificador. Como a receita é grande e, em geral, os copos de liquidificador são de 1,5L, eu tive que misturar os ingredientes primeiro numa jarra grande e bater aos poucos até ficar tudo completamente misturado.

Coloque sua(s) fôrma(s) na chama do fogão com o copo de açúcar para calda e derreta-o até virar caramelo. Vá girando, use fogue baixo e não atenda o telefone agora, para não queimar! Eu gosto de lambuzar com a calda os lados da fôrma também.

Derrame a mistura do pudim na fôrma com o caramelo e leve para assar em banho-maria (fogo baixo) por uma hora*. Atenção: você pode usar fôrmas próprias para isso ou uma simples panela em que a fôrma encaixe, ou, ainda, fazer o banho-maria no fôrno (demora mais). Mas o mais importante é VEDAR BEM A FÔRMA - de preferência com papel alumínio - para não entrar água nem vapor! SE ENTRAR ÁGUA, ADEUS PUDIM! Também evite encher demais a panela/fôrma do banho-maria, porque ao borbulhar, a água espirra para cima e pode cair no pudim.

Leve à geladeira só depois de frio. Nada de tampar nem de levar pudim quente pra geladeira, pois enche de água!

*O meu pudim ficou um pouco mole...acho que tirei antes do tempo. Mesmo assim, ficou bom, super cremoso e até deu para desenformar no dia seguinte. Mas faça o teste com uma faca para saber se está assado: se sair limpinha, está. Na dúvida, deixe mais um tempinho.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Outback Style Ribs on the Barbie (costela de porco ao molho barbercue caseiro)

Se você quer fazer uma refeição caprichada para receber amigos, por exemplo, as costelinhas ao molho barbecue são uma excelente pedida. Além de serem facílimas de preparar (sério...é muuito fácil!), ficam uma beleza na mesa e ainda rendem muitos elogios, pode acreditar! Quem já comeu esse prato clássico das steakhouses americanas (é, gente, o Outback é de uma rede AMERICANA e não australiana...) já sabe como é...e fica igual, viu?

Meu cardápio inclui as costelinhas com molho barbecue caseiro e purê de maçã, que você pode deixar em pedaços, se preferir. Você pode fazer também um "garlic mashed potato" (purê de batatas amassado com alguns dentes de alho).

Quem sabe em breve não rola, aqui no blog, um Chocolate Thunder from Down Under?

Costelinhas de porco ao molho barbecue
  • uma costela de porco inteira (escolha a que tiver mais carne e menos gordura; se vier muito gorda, tem que limpar e deixar mesmo só a carne e aí você perde $$)
  • temperos como sal grosso, azeite, sumo de um limão, alecrim, tomilho, folhas de louro, pimenta e alho amassado (uns 5 dentes)
De véspera, tempere sua costelinha do seu jeito e coloque tudo num saco plástico ou zip lock. Deixe na geladeira marinando de um dia para o outro. Eu gosto de colocar todos os temperos citados acima, mas você pode colocar só sal, pimenta, alho e azeite que já dá!
Depois de marinar, retire do saco e pincele o molho barbecue na costela. Envolva-a - bem fechadinha nas pontas - numa folha de papel alumínio e leve a uma assadeira grande, com a parte da carne voltada para cima. Deve assar assim por no mínimo 40 minutos a 180/200 graus. Depois você abre com muito cuidado o papel alumínio, expondo a costela (olha o vapor, menina!), volta ao forno e pincela barbecue mais umas duas vezes. Acho que mais meia hora de forno dá, mas o que você tem que ver é se: 1- a costela corou (é a hora de usar o grill elétrico para corar em cima, se tiver) e 2 - se ela está mega macia.

para o molho barbecue (receita retirada originalmente do Cinara's Place):
  • 2/3 de xícara (chá) de catchup
  • 2 colheres (sopa) de vinagre de maçã (eu coloquei só uma)
  • 1 e 1/2 colher (sopa) de molho inglês (já fiz com shoyu e deu certo! É para dar o tom escuro)
  • 1 e 1/2 colher (sopa) de açúcar (eu usei mascavo e pode ser que você precise mais, para controlar a acidez)
  • pouco menos de 1/2 xícara (chá) de água
  • eu tempero ainda com: sal, cravo em pó, canela em pó e pimenta cayenne (tudo a gosto)
Basicamente é só misturar tudo a frio. Como eu disse, eu acho duas colheres de vinagre muito, porque o catchup e o molho inglês já podem ser bastante ácidos. Coloque só uma colher e vá experimentando. Não há muita "receita" para molho barbecue...você tem que ter o sabor na cabeça e ir experimentando e acrescentando um tico disso e daquilo até dar o ponto desejado. Eu acho os temperos indispensáveis para se alcançar aquele sabor mais "defumado", mas você pode tentar a receita original, sem os temperos. Tem também gente que leva ao fogo para engrossar (leia-se: reduzir ou evaporar a água e o vinagre) o que pode ser uma boa dica para tirar a acidez. Mas não precisa. Lembre-se que o molho vai ao forno de qualquer jeito (pincelado na carne) e o sabor fica mais suave depois.
OBS: tem excelente durabilidade na geladeira!

Purê de maçã:
Fácil, fácil. Você descasca e corta em pedacinhos duas ou três maçãs argentinas (ou qualquer outra), tempera com um pouco de açúcar e canela e sumo de meio limão e leva ao fogo até ficarem macias. Se necessário, acrescente um "tiquinho de nada" de água. Não deixe cozinhar demais, só até amolecer mesmo! É rapidinho!
Se quiser o purê, amasse ou bata rapidamente no liquidificador, sem acrescentar água.
Esse acompanhamento é perfeito para a costela. Recomendo, para a tarefa de descaroçar a maçã, o apple corer da Cuisipro:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails