Páginas

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Escondidinho de carne

Humm, delícia total!

Eu não gosto de carne seca. Acabei fazendo esse escondidinho com carne fresca, desfiável. Não sei identificar as carnes no açougue, mesmo porque eu quase não as como. Compro mesmo para meu marido, e sempre peço "filé mignon", ou "carne para bife molinha", ou "carne de panela" ou "carne para desfiar para colocar na farofa" (rs). Pois bem, a que usei é essa última...

Na verdade eu sei o nome da carme, é "popão", mas acho que a denominação é típica da região onde estou, de forma que não ajuda. Enfim, vc precisa de uma carne que dá para desfiar após cozida e livre de gordura e nervos (é mais fácil de limpar depois de cozida). Acho que com pernil deve ficar ótimo também.

Vai ser difícil dar a receita certinha, pois eu fiz a olho. Mas você adapta as quantidades conforme o número de bocas. A receita dá 4 porções, ou um refratário pequeno.

INGREDIENTES:
  • +/- 400g de carne de panela sem gordura para desfiar
  • 1 envelope de caldo de carne em pó (ou um cubo)
  • óleo para refogar
  • 1/2 lata (daquela pequenininha) de extrato de tomate
  • sal e pimenta a gosto (eu usei uma pimenta de bode vermelha)
  • queijo mussarela ralado para gratinar (pode ser queijo coalho também)
Para o purê de mandioca:
  • 400 a 500g de mandioca cozida bem molinha (eu usei pouco menos da metade de um saco de mandioca congelada)
  • leite
  • creme de leite
  • uma pitada de noz moscada
  • sal e pimenta a gosto
Comece cortando a carne em cubos médios. Leve para cozinhar na panela de pressão na água com o caldo de carne dissolvido (30 minutos mais ou menos).
Enquanto isso, bote a mandioca também para cozinhar.
Após cozida, desfie a carne com as mãos.
Coloque um pouco de óleo (na panela de pressão que usou mesmo) e frite a carne cozida e desfiada, temperando-a com sal, pimenta, o que quiser. Eu usei só sal, a pimentinha de bode e um fio de azeite aromatizado de pimenta.
Adicione a meia lata de extrato de tomate e uma xícara de água. Deixe apurar. Acrescente mais água ou extrato de tomate a gosto. Acerte o tempero.
Deve ficar um molho bem grosso, igual daqueles que servem de recheio àqueles sanduíches de aniversário de criança (hmmm).

Purê: Divida a mandioca em duas partes e bata cada uma com um pouco de leite no liquidificador. A divisão é para facilitar, pois a mandioca fica meio "grudenta" e difícil de bater de uma vez só. Pode juntar tudo na mesma panela em que cozinharam. Coloque leite e creme de leite necessários para dar a aparência de um purê macio à mandioca. Recomendo usar o creme de leite (1/3 da caixinha é suficiente) também porque amacia bastante o purê.
Tempere o purê com sal e uma pitada de noz moscada. Cozinhe uns 10 minutos para apurar, mexendo sempre com uma colher de pau.

Monte o escondidinho num refratário (ou em ramequins individuais): primeiro a carne, em cima o purê e, por último o queijo. Leve para gratinar (se você possui um fogão ou microondas com grill elétrico é só ligá-lo).

3 comentários:

Otavia Paiva Sommavilla disse...

Oi Fabi! Que delícia!!! Eu adoro escondidinho, e esta idéia de usar carne fresca é ótima!
Será que não dá certo com músculo? Quando bem cozido, fica bem molinho....
Beijos

Fabi disse...

Sei lá, Otávia...Eu nunca gostei de músculo porque achava muito "melequento" (eca!). Só de lembrar que minha mãe me fazia comer isso dá arrepio! Se vc gostar, vai fundo! Eu acho que qualquer carne dá para desfiar se cortada e cozida em cubos grandes. Bjs.

Tati Campêlo disse...

Estou divulgando meu novo blog
www.gastronomiaefotografia.blogspot.com
Se puder da uma passada lá!

Atenciosamente
Tati

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails